Jorge Mealha -Casas Construídas + Casas Pensadas

CASAS CONSTRUÍDAS + CASAS PENSADAS Casas Construídas As casas construídas são narrativas que se materializaram. São o registo construído – urdido pacientemente por diversos intervenientes – de um discurso acerca da procura de uma identidade. Para além das ideias que revelam, são o registo fiel de um processo carregado de afecto, quase sempre complexo e hesitante. Cúmplices com o observador, muitas delas, como quem conta segredos, expõem detalhes do percurso que lhes deu origem. Com inusitada clareza, enunciam as ideias e princípios que ordenaram e organizaram o seu desenho, os pequenos equívocos por resolver ou ainda o cuidado tido na sua construção. Casas Pensadas

Gosto de olhar para as casas pensadas como retratos que os arquitectos esboçam acerca da vida das pessoas e dos seus desejos mais recônditos. Encaro-as de certo modo como a forma imaginada, ou se quisermos o registo da especulação acerca da possibilidade de construção de uma forma para a vida das pessoas. Um pouco como um texto, uma narrativa, vai tecendo uma envolvente e um espaço para os sonhos de outros. Tal como os antigos médicos de aldeia, com paciência e cumplicidade, os arquitectos ouvem atentamente aqueles que os procuram. As descrições de espaços, edifícios e terras, partilhadas para explicar como pretendem que seja “a sua casa”, são na maioria dos casos ricas e detalhadas. Os arquitectos, por seu lado, fazem perguntas, muitas perguntas. Com as respostas, muitas vezes surpreendentemente precisas, os arquitectos vão tecendo imagens, imaginando formas e espaços onde procuram um sentido para os sonhos dos outros.

 

Editor

José Manuel das Neves